Rss Feed Tweeter button Facebook button Linkedin button
27/10/2020
|

Prédio que atrair trânsito terá que investir em transporte

Posted by Fred Rangel
Comment
28
jun

Junho/2012 – Folha de São Paulo

Nos próximos dias, a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) vai começar a exigir investimento em transporte público como forma de grandes empreendimentos compensarem o impacto que causam no trânsito.

A mudança entra em vigor com a publicação de uma minuta sobre o tema. Hoje, polos geradores de tráfego fazem apenas obras como alargamento de vias e instalação de semáforos. Essas obras são condição para que obtenham o Habite-se e possam funcionar. São cobradas, por exemplo, de prédios residenciais com 500 vagas de garagem e de locais de eventos com capacidade para 500 pessoas ou mais.

Após consulta ao setor jurídico da Secretaria Municipal de Transportes, Marcelo Branco, titular da pasta, entendeu que a lei atual permite a nova interpretação. “Se um empreendimento vai multiplicar por dois o número de carros, precisa ter o dobro da largura da rua. A outra forma de impedir que haja um congestionamento é fazer com que não haja essa duplicação do número de viagens, através de transporte público ou diminuindo a demanda por carro”, disse.

“A obra tem que ter relação direta com a mitigação de impacto gerado pelo empreendimento, preferencialmente com transporte público.”

Além da SPTrans, Metrô e CPTM também serão consultados porque grandes empreendimentos poderão arcar, por exemplo, com novas estações de trem ou modernização que agilize o sistema.

Para Horácio Figueira, consultor em engenharia de tráfego e transporte, a mudança é boa. Ele sugere, por exemplo, a criação de miniterminais de ônibus em shoppings.

Claudio Bernardes, presidente do Secovi (sindicato do setor imobiliário), diz que tanto faz para o setor. “Se é para fazer ponte ou estação de metrô, tanto faz. São 5% do custo da obra.” Ele diz ainda que, no fim das contas, quem paga pela obra é o consumidor final, por causa do repasse do custo da compensação no preço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *