Rss Feed Tweeter button Facebook button Linkedin button
18/04/2019
|

Imóveis compactos conquistam o mercado também em Brasília

Posted by Fred Rangel
Comment
24
out

Outubro/2012 – Jornal da Comunidade

Práticos, pequenos e confortáveis. Os apartamentos compactos ganham espaço no mercado imobiliário e a procura é cada vez maior. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o número de domicílios com apenas um morador no país aumentou de 12% para 12,7% entre 2009 e 2011. Os dados fazem parte da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) 2011, divulgada neste mês.

A região Centro-Oeste apresentou, em 2011, o maior percentual de domicílios com apenas um morador (13,8%), 2 pontos percentuais acima do registrado em 2009. Em Brasília, é a vez dos compactos de alto padrão localizados em bairros nobres, com destaque para os empreendimentos mixed-use.

Para o presidente da Associação das Empresas do Mercado Imobiliário do Distrito Federal (ADEMI-DF), Adalberto Valadão, a demanda por esse tipo de empreendimento é crescente e o mercado local possui potencial para atender os clientes. “É um público exigente que está à procura de praticidade e qualidade de vida. E Brasília possui ofertas no ramo. Cidades como Águas Claras, Sudoeste, Taguatinga e, agora, o Setor Park Sul, estão repletas de unidades que atendem a demanda”, afirma.

Monique Furtado, 27 anos, encontrou no apartamento compacto facilidade para o seu dia a dia. A advogada, que mora no Setor Park Sul, afirma que os serviços oferecidos e a segurança do empreendimento foram decisivos na escolha do imóvel. “Eu moro sozinha e esse tipo de residencial foi uma excelente opção. Além da praticidade, conto com serviços como lavanderia, academia, gourmet pub e loja de conveniência. A segurança 24h também me deixa tranquila”, explica Monique.

De acordo com Adalberto Valadão, a expectativa é que a demanda continue latente no Distrito Federal. “Uma parte significativa da população do DF é formada por pessoas solteiras, profissionais liberais e trabalhadores que chegam de outros estados para serviços temporários na capital do país. E o mercado imobiliário deve seguir a tendência oferecendo unidades que atendam a esse público”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *